Na última terça feira (13), a comissão composta por dirigentes Alcione Gama (PE), Fernando Candido (AL) e Ilze Mendes (PE) e seus respectivos Presidentes do SINDACS PE e a FENASCE Graciliano Gama (PE) e Luís Cláudio (CE), estiveram reunidos com a diretora de Departamento de Saúde da Família – DESF da Secretaria da Atenção Primária, do Governo Federal Renata Maria de Oliveira Costa, na sede do Ministério da Saúde.


Vários assuntos sobre Agentes Comunitários de Saúde foram abordados, com destaque para o programa do Previne Brasil que depende efetivamente dos cadastros das famílias e do desempenho assistências das Equipes de Saúde da Família, porém a categoria tem enfrentado muitas dificuldades no cadastro por conta dos dispositivos e software disponibilizados pelos gestores municipais para a captação dos cadastros e atualização de dados, diminuindo assim o desempenho a serem alcançados.


Considerando, as diversas realidades municipais e o enfrentamento da pandemia do COVID 19, o SINDACS PE e FENASCE solicitou novamente a extensão do prazo para avaliação, por mais um quadrimestre e a cobrança de adequações e melhoramento aos gestores municipais, para que o Previne Brasil seja executado nos municípios de acordo com o seu propósito.


Outro ponto bastante relevante, foi o recente descredenciamento do CNES de vários Agentes Comunitários de Saúde em todo Brasil, o SINDACS PE e a FENASCE lutam pela desprecarização de vínculos da categoria, os dirigentes demonstraram grande preocupação com os trabalhadores que foram surpreendidos com seus CNES descredenciados e pediram esclarecimentos. Após o detalhamento da justificativa dos descredenciamentos, o SINDACS PE e a FENASCE vão elaborar ações para reforçar o entendimento dos gestores municipais para o cumprimento das exigências ministeriais, de forma que os Agentes possam ser recredenciados.


O SINDACS PE e a FENASCE monitoram e defendem os direitos da Categoria!




Ilzenaide Mendes

Secretária Geral do SINDACS PE

9 visualizações