Um marco na história do SINDACS PE

07/03/2018

 

O Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate as Endemias de Pernambuco organizou o  I Seminário Estadual sobre “Portaria nº 83 que descaracteriza o ACS e ACE e o Desmonte do SUS”.

 

O evento contou com a participação de pessoas importantes no movimento de defesa dos trabalhadores e militantes do SUS de vários estados e municípios, além de juristas que contribuíram com esclarecimentos.

 

O presidente Graciliano Gama coordenou a mesa durante os dois dias de seminário e abriu o primeiro dia homenageando todas as mulheres presentes, todas ACS e ACE e sua mãe, Quitéria Silva que é ACS há mais de 30 anos.

 

Em seguida, o Coordenador geral do Sindsprev Luiz Eustáquio, deu as boas vindas aos participantes do evento, falou da importância da realização de um seminário para categoria e da união de todos nesse momento turbulento, onde a categoria corre sérios riscos.

 

O vereador Benjamim da Saúde representou os técnicos de enfermagem e se posicionou contra a portaria 83.

 

O presidente da CUT-PE, Carlos Veras falou sobre o Desmonte do SUS, demostrou total indignação com o Novo Regime Fiscal (NRF), que congela por 20 anos as despesas da União com saúde, especialmente por atingir a parcela mais carente de usuários do Sistema. Carlos Veras intensificou junto a plenária a resistência na luta contra o golpe, em um ato expressivo de repúdio ao Desmonte do SUS.

 

Doutora Fernanda Resende, esteve na representação do corpo jurídico do SINDACS/PE, no aporte da categoria para os esclarecimento e entendimento de todos.

 

O presidente Graciliano Gama, coordenou o seminário com momentos merecidos de descontração.

 

A aula sobre a portaria nº 83, ficou por conta das professoras da Fiocruz, Mariana Nogueira e Ieda Barbosa que deram um verdadeiro show de coerência no entendimento do conteúdo da portaria 83 e seus impactos.

 

A professora Mariana Nogueira trouxe a sua apresentação com o título “ACS na Mira”, despertando os desatentos para os riscos, e o que atingi diretamente a população com a diminuição e possível extinção dos ACS e ACE em campo, além das consequências no processo de execução da portaria 83, a isnespecificidade da formação profissional, onde o ACS e ACE terão que se formar em técnico de enfermagem fora do horário de trabalho e ser onerado se não concluir o curso. A professora também elencou algumas conquistas da categoria como a Efetivação (vínculo empregatício direto), Piso salarial Nacional, Insalubridade, entre outros. O mais importante, é o Poder de Mobilização e Ação Politica da categoria. Foi um momento rico de interatividade onde todos quiseram e puderam expressar seus sentimentos, de muito orgulho por ser ACS/ACE e revolta pelo desrespeito pelos trabalhadores ACS e ACE que verdadeiramente cuidam da população.

 

A professora Ieda Barbosa, em sua explanação fez o resgate da origem dos ACE, apresentou a Lei nº 11.350 que descreve e regulamenta as atividades. Falou da inserção desses profissionais no processo de trabalho da atenção básica, articulando as ações de vigilância às da atenção junto às equipes de saúde da família.  A professora Ieda Barbosa também apresentou a estrutura do curso de formação técnica para ACE.

 

A FENASCE (Federação Nacional dos ACS e ACE) participou de todo o seminário, com a presença de diretores do Ceará, Vera D’arc, Silverlania Pereira e Savio Marcondes, os de Pernambuco Alexsandro Lopes, Ilzenaide Mendes e Jorge Alberto.

 

O presidente da FENASCE Luis Claúdio, ao chegar de Brasília, após a 1ª Conferencia Nacional de Vigilância em Saúde, apresentou análise da conjuntura nacional e os desafios que a categoria terá que enfrentar. O presidente falou sobre a Pec. 22 que mais uma vez não poderá ser aprovada por conta da intervenção do Rio de Janeiro, falou do enfrentamento para derrubada da portaria nº 83 e os vetos da Lei. 13.595/18. O presidente fez questão de explanar o atual cenário de dificuldades, para que haja a conscientização de todos e todas ACS e ACE do Brasil, “é importante Unir Forças nesse momento porque os nossos dias serão de lutas”, Luís Cláudio pediu para que o Seminário de Pernambuco se posicionasse com relação à portaria nº 83, e o clamor pela revogação foi unanime, após o registro do total repúdio, ele encerrou sua apresentação com o convite para o ato que será realizado em Brasília-DF, dia 04/04/2018.

 

O seminário teve a assistência de aproximadamente 450 pessoas ao dia, foi transmitido ao vivo pelo Facebook, interatividade através de grupos de Whatsapp com os participantes e palestrantes.

 

Graciliano Gama encerrou o seminário agradecendo a presença e a participação dos companheiros e companheiras de Abreu e Lima, Bezerros, Ceará, Caruaru, Fernando de Noronha, Garanhuns, Goiana, Gravatá, Jaboatão, Pará, Paulista, Petrolina, Recife, São José do Egito, São Lourenço, Tuparetama, reafirmando o compromisso com a categoria, lembrou que este seminário é apenas o primeiro e que outros já estão sendo planejados.

 

 

 

 Clique Aqui para ver todas as fotos do Evento na Galeria de Fotos

 

 

 

Share on Facebook
Please reload

Please reload

Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e

Agentes de Combate as Endemias do Estado de Pernambuco

Rua General José Semeão, N° 104, 

Santo Amaro - Recife/PE - CEP: 50050-120

CNPJ: 04.428.218/0001-00

Horário de Funcionamento:

  • Facebook Sindacs PE
  • YouTube Sindacs PE

Sede Recife: 

Segunda à Sexta - 09h às 17h

Sub Sede Garanhuns: 

Segunda e Sexta - 08h às 12h

Quarta - 14h às 17h

Sede: Terças e Quinta-feiras 

Horário: 14h às 17h

Atendimento Jurídico:

Contato:

(81) 3222.4061  /   (81) 3033.4042

© 2018 SINDACS - PE Todos os direitos reservados